domingo, junho 13, 2004

Abstenção

A praia, o futebol, a esplanada e os amigos, a família, tudo serve de desculpa para a abstenção. Eu exerci o meu direito de voto, votei em consciência, espero que tenha sido um voto útil. Se lhe chamo direito, deveria ser dever... Porque é que 64% ficaram em casa, não é só desânimo político. As mudanças fazem-se pelo voto, não por se ficar esparramado em cima de um sofá a ver futebol. Entristece-me este Povo que não se faz ouvir quando é a Hora Certa!

Espero que os meus filhos entendam que o País é mais do que uma bandeira na janela, é o dever de exercer os nosso direitos cívicos! Para que foram tantas pessoas exiladas pelo antigo regime, porque morreram mulheres pelo direito universal de voto? Para 64% de abstenção?

Os Americanos têm uma expressão interessante para o cidadão comum que passa a vida no sofá da sala, chamam-lhe "couch potatoe". Traduzindo à letra o povo português seria, bem chamado de, um bando de batatas de sofá.

Hoje já chega! Vou trabalhar que os professores têm que fazer de segunda a domingo!