segunda-feira, agosto 29, 2005

Almas Cinzentas

"Mais do que a historia, encantaram-me e comoveram-me uma serie de pequenos pormenores: a madrinha de Flor de Liz que todos os domingos assava lombo de porco, fazia uma salada de feijao verde e um bolo de maca, a casa de Josephine e o seu sonho de cacarolas de cobre, o padre gordo que gostava de flores... Mas este livro nao e feito apenas de docura e nostalgia, tambem descreve muito bem um mundo corroido pela brutalidade da guerra e pela injustica social, um mundo em que todos os sentimentos sao distorcidos ou anulados."
Tal como a Aquina gostei muito dos pormenores. Da história devo dizer que alguns pormenores me chocaram - esperava "justiça" e amor...